Curta a nossa página
Tefe
+31°C
29/06 10h20 2017 Você está aqui: Home / Local r Imprimir postagem

Estudantes do Centro Vocacional Tecnológico aprendem sobre agroecologia


Terra, adubo, mudas de plantas e muita animação. Na Semana Nacional do Alimento Orgânico, os 25 estudantes do Centro Vocacional Tecnológico – Tecnologias Sociais da Amazônia, do Instituto Mamirauá, tiveram aulas práticas sobre agroecologia e manejo de abelhas para produção de mel. Foram quatro dias de aulas teóricas e práticas.
De acordo com Júlia Ávila, pesquisadora do Instituto, foram apresentadas para os estudantes as pesquisas realizadas no Instituto sobre a temática da agricultura e também discutida a valorização do conhecimento tradicional para a atividade. “Eles [os agricultores] também são cientistas de longa data, à medida que eles cultivam, eles vão fazendo uma observação a longo prazo. Então, foi uma aula de troca de conhecimentos”, comentou. Durante a prática, os alunos produziram uma horta orgânica em uma área do campus do Instituto, que eles mesmos cuidarão até o fim do curso. Durante a prática, foram transmitidas práticas agroecológicas, técnicas de compostagem, entre outros assuntos.
Weigson Pedrosa, de 19 anos, nasceu em Tefé (AM) e é filho de agricultor. “Agora, é uma visão diferente, uma visão melhor, a gente vê as formas que a nossa produção pode ser bela, produzir muitos frutos, mas sem agredir o ambiente, sem queimar muitas áreas. A gente aprendeu mais uma maneira que a gente vai ser ajudado e ajudar a natureza também. Meu pai é agricultor, a gente já usava o método de fazer adubo com produtos orgânicos, mas a gente sabe que tem outras técnicas, o que eu já aprendi aqui, eu to ajudando ele”, contou o jovem.
As atividades foram ministradas pela equipe de técnicos e pesquisadores do Programa de Manejo de Agroecossistemas do Instituto, que atua como uma unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O CVT conta com financiamento da Fundação Gordon and Betty Moore.
O manejo de abelhas nativas sem ferrão para a produção de mel também foi tema para aulas durante a última semana. Os estudantes visitaram as áreas com caixas para criação de abelhas, na sede do Instituto, e aprenderam sobre as técnicas de manejo.
 Weigson contou que, iniciar o curso no CVT e ter contato com a área de manejo, o fez desejar cursar faculdade de Engenharia Florestal ou Engenharia de Pesca. “Quando eu soube do curso, vi que era: tecnologias sociais da Amazônia. Eu me interessei e fui perguntar o que eram as tecnologias sociais, vi alguns vídeos do instituto, entendi sobre o manejo. O ensino, estou gostando bastante, a forma como a gente está aprendendo, são materias e oficinas bem diferentes uma da outra, mas que se complementam de alguma forma. A gente teve políticas públicas, manejo de madeira, agora de abelhas, de pirarucu também. Mas, o conjunto da obra é o mais interessante pra mim”, completou.
A Semana Nacional do Alimento Orgânico é uma campanha instituída pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Em Tefé, as atividades foram organizadas pela equipe do Instituto Mamirauá que faz parte da Comissão de Produção Orgânica do Estado do Amazonas (CPOrg/AM). As pesquisas sobre agricultura e as ações de manejo de agroecossistemas no Instituto contam com o financiamento do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional do Desenvolvimento  Econômico e Social (BNDES).
Texto: Amanda Lelis


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.